13 de janeiro de 2014

O poder do pensamento positivo

Penso positivo no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte, em Amsterdã, em Denver. Não importa o local.
Em qualquer lugar ou lugar nenhum, sei que tudo vai dar certo. Não tenho tempo a perder.

No revirar do dia ou no cair da noite, percebo os ventos do bem. 50 coisas se aproximam do grande dia e a sensação é de delícias perpetuadas nos momentos que vivencio.



Tudo me diverte, tudo me lembra que a vida é boa, cheia de desafios e que, se os desafios surgem na nossa vida, é porque somos capazes de lidar com eles e superá-los. Se o tubarão aparece no seu aquário, é certamente para remexer nas suas águas e fazer com que desenvolva novas habilidades.

No meu caso, eu mesma coloquei o tubarão no meu aquário com 50 coisas tão diversas, desafiadoras e que, no primeiro instante, pareciam quase impossíveis.

Impossível já não mais existe no meu vocabulário. O impossível é apenas alguma coisa que precisa de mais planejamento e esforço. Mais dedicação, energia e vibração positiva para alcançar.


Isso só serve para mim? Não, isso serve para quem tem fé e acredita. A fé não necessariamente é ancorada numa religião; é ancorada na crença da felicidade e no caminho que se constrói até ela.

Cada um de nós precisa ter fé. Precisa fazer pulsar espiritualmente seus sonhos mais profundos. Sonhos seus que dependem de sua vontade e daquela esperança mais verde que cultivamos no dia a dia.

Ao dizer essas palavras, é fundamental mencionar que nem todos os dias são de sol e céu azul. No entanto, esse sentimento de alegria diária me faz lembrar de um quadro que havia em meu quarto na minha adolescência: era a figura de menina com um guarda-chuva na chuva (e a menina sorria) que dizia: "Quando somos felizes, todos os dias são belos".


Ao invés de me lamentar pelo que dá errado, posso focar em tudo de bom que me cerca e que me acompanha. Posso agradecer - aí a chave do sucesso - por tudo que já alcancei na vida e que alcançarei com minha determinação.

Aproveito para redimensionar o que normalmente chamaríamos de problema para entender o motivo de ter acontecido na minha vida e o quê de aprendizado aquela situação me traz.

O que chamamos de problema? Basta colocar a cadeira posicionado por outro lado ou do lado de trás do problema e avaliar de um ângulo diferente. Será que tudo no chamado "problema" é um real problema ou pode se tornar um grande desafio? Ou mesmo criar novas formas de viver a vida?

Quantas pessoas diante de adversidades se tornaram pessoas melhores? Certamente eu conheço uma pessoa assim. E você que me lê também conhece.


Quantos seres humanos não se reeditam na busca da felicidade? Quantas vezes não precisamos nos aprimorar para melhorar a nossa vida e de quem está à nossa volta? Quantas e quantas vezes?

Se eu posso tudo, você também pode. Basta ecoar comigo e deixar fluir o pensamento positivo.
Sair da zona de conforto e reavaliar sua vida. Se fizer repetidamente o que faz agora, chegará exatamente no mesmo lugar. Para mudar a rota e mudar o resultado, você precisará também mudar o que as suas atitudes do momento. Não há outra saída.

Quem repete a mesma fórmula, os mesmos hábitos, a mesma rotina, não pode esperar uma vida diferente do que se tem. Para quem deseja mais, precisa sair necessariamente da zona de conforto.


A zona de conforto é muito sedutora, porque já conhecemos muito bem. Não nos traz a tal felicidade, por outro lado não mexe com a nossa estrutura interior. A zona de conforto não nos presenteia com os sorrisos da vitória batalhada.

A felicidade dá um trabalhinho danado. Todo dia é hora de labutar em nome da felicidade. Não dá para relaxar e deixar para outro dia. É acordar e lembrar que é hora de ser feliz. É saber que a distância entre impossível e possível está dentro de você mesmo e de suas atitudes.


A vida é finita. Às vezes nem nos damos conta nisso.
Não vou adiar minhas alegrias. Quero ser feliz hoje, amanhã, todos os dias. Acordar com um sorriso, agradecer pelo que tenho e pelo que conquistei, me perdoar se algum dia errei - o mais importante dos perdões - e me acariciar.


Cheguei onde cheguei, porque acredito em mim e nas possibilidades imensas desse mundo.

Antes de me despedir hoje, deixo uma frase e um desejo.

O que eu penso agora determinará meu futuro. Pense bonito e sonhe.
Um futuro maravilhoso te espera.


Beijos acariciados.

MAIS RECENTES

ASSINE POR EMAIL

Copyright © 50 COISAS ANTES DOS 50 - VERA LORENZO

Todos os Direitos Reservados