21 de maio de 2013

Nova novela no ar

Amor à vida. Novela das 9, novela da gente. Hoje recomeça outra trajetória. Todos de olhos grudados na tela para saber: afinal quem tem mesmo amor à vida?


Na semana passada, acabou a saga da Capadócia e infelizmente no dia 20 de maio houve um acidente por lá na Turquia, erros de percurso, choques de muitos sonhos no ar. Como os sonhos podem se chocar....será por que resolvemos sonhar com as mesmas coisas e não percebemos que os sonhos repetidos podem se estranhar? Não, não deve ser nada disso. Mas enfim....

Deus, salve essas mulheres amigas que tinham tantos sonhos e que viram seus sonhos cair por terras turcas. Salve Jorge que movimentou tanta gente a sonhar com sonhos mais excêntricos, alçar voos mais altos. Salve Jorge!



Na minha novela, no ar desde os 49 anos, quero andar de balão. Vai ser no Brasil mesmo, menos glamour, mesmo barulho, quero olhar simplesmente minha terra, meu país. Vou andar de balão na minha Avenida Brasil.


Nessa Avenida Brasil, quero reconhecer os tipos, os jeitos, as vozes, os terrenos, as verdades e as mentiras que se contam. Quero perceber avenidas, ruas estreitas, cidades grandes e povoados, mansões e favelas. Quero perceber gente pulsando de forma totalmente abrasileirada. Território local.

Meus olhos serão a filmadora da hora, gravando tudo na mente para não perder o foco das maravilhas. Vou carregar alguém para gravar a mim e minhas sensações e eu gravo as imagens. Imagens de sensações, porque essas não são captadas por uma câmera. Ou será que sim?

A ideia é que todos percebam o vento que avoa e para que lado se vai. No balão, você se deixa levar e não fica no controle. Como numa novela quando se vive aquele cenário e aquelas novas pessoas como se fossem velhos amigos, conhecidos e tivessem passe livre na sua casa. Todos os dias, sem consultar nem marcar hora. Chegar chegando.

Será que nos deixamos levar na vida como nos deixamos levar às 9h, horário nobre da novela? Permitimos cenas de "deixa a vida me levar" durante o iluminar do dia? Ou só quem nos leva são os atores, o cenário e uma história totalmente diferente da nossa história?

Por que nossa novela é menor e menos divertida, menos acalorada? Por que não gravamos, vivenciamos melhor nossas novelas e nos transformamos nos grandes protagonistas da trama? Não queríamos ser um pouco Carminhas, Ninas, Morenas, Russos, Théo e tantos outros? O que nos tolhe?


Talvez ainda enternecidos por Amor, Estranho Amor e adormecidos por histórias tão fortes na tela como Avenida Brasil e Salve Jorge não tenhamos a ousadia de reescrever nosso caminho. O autor de novela faz isso. Durante a novela, vê o que dá certo e continua a escrever com a mesma abordagem. Se escreve alguma cena, alguma história que não vai bem, o autor altera, tira personagem, cria novos diálogos, recria o mundo.

Nós que participamos com amigos de rodas de bar e palpitamos sobre os rumos da novela, por que não escrevemos e reescrevemos a nossa novela pessoal? O que nos falta para isso, lápis e papel, computador e teclado? Parece-me que hoje em dia isso tudo é default, todos têm.

Na Guerra dos Sexos, convivemos com pessoas que imaginavam situações mais adiante, pensavam sobre os próprios passos. Na ficção como na vida. Por que não eu? Por que não você?

Se imaginarmos que não somos frágeis, que somos fortes, no sexo que Deus nos deu, que podemos muito, que podemos tudo? Alguém poderia nos parar? Quem dá o limite das nossas possibilidades senão nós mesmos? Caso a se pensar.


Mulheres, somos cheias de charme, é inerente à alma feminina. Vamos expor para vida nosso charme e trazer pelo charme a alegria aos nossos dias. O charme do bem, o charme da graça da nossa avenida.
Vamos aprender com as novelas já que convivemos tantas horas com ela durante meses e meses a fio. Se olharmos a novela com olhares renovados, certamente entenderemos novas linhas de raciocínio e escreveríamos novos capítulos para nossa vida.


Captou a mensagem? Gravou a cena? Percebeu sua força na direção da sua novela?
O que mais importa é dar o sangue na nova novela que estreia. Seja em Amor à Vida ou na sua própria novela. A sua novela passa uma vez, não tem "Vale a pena ver de novo". Aproveite agora para dirigir você mesmo e não delegue a ninguém a direção da sua vida.


Somos Sangue Bom, sangue que corre nas veias e quer viver muito. Aproveite todos os minutos do seu sangue, dos seus charmes, das suas crenças, dos seus amores, das suas avenidas.

Portanto, seja Rebelde e aja. Ação, interação, rebeldia boa, mudanças à vista. Nova novela pede novo olhar sobre a mesma tela.



Logo, logo aparecerão as cenas dos próximos capítulos que eu mal posso esperar. Minha novela escrevo diariamente junto com você inclusive. Você é protagonista junto comigo. Se a minha novela for um sucesso, vamos dividir as glórias da novela.

Eu sou, no entanto, a protagonista mais importante. Sem dúvida. Por isso recebo os capítulos com antecedência para estudar, avaliar e memorizar novas cenas. Eu preciso ver as cenas diante de mim.



Acompanhe a minha novela, compartilhe a minha novela, curta a novela. E, ao mesmo tempo, escreva a SUA novela. Aguardo os próximos capítulos.

Beijos noveleiros.

MAIS RECENTES

ASSINE POR EMAIL

Copyright © 50 COISAS ANTES DOS 50 - VERA LORENZO

Todos os Direitos Reservados