14 de abril de 2013

Pulo da coragem

Ainda aqui nas terras do faroeste americano, em minhas incursões pelo ar, descubro que somos capazes de muito mais do que nossa imaginação possa supor ou conhecer pelo consciente.

Somos pura coragem se limparmos todas as couraças e armaduras.


A questão é que nascemos e fomos criados para acharmos que tínhamos limites, que nossa vida era limitada, que nem tudo era possível. Como criança, não nos perguntamos se isso faz sentido, porque não há ainda o questionamento adquirido. Como adultos, resistimos às mudanças para abarcar a zona de conforto e nos delimitamos em vários sentidos. E, a partir daí, nos convencemos que muitas coisas são impossíveis e que só outras pessoas conquistam, que só outras pessoas brilham.

Errado, sinto muito em lhe dizer. Podemos tudo que se apresenta à nossa volta. Basta olhar a vida com outra lente, a lente da coragem. Coragem de se dar permissão a mudar, de se dar permissão para ser feliz. Coragem para ser e fazer o que gosta e experimentar coisas novas fora dos seus limites.

Pois bem, foi isso que aconteceu hoje novamente. Eu sou o medo em pessoa, sempre me tremi toda nas alturas, não suporto montanha russa e achava voar de asa delta uma atividade para insanos. Voei de asa delta para a minha liberdade e para a minha permissão de ser feliz. Mais, eu queria mais, muito mais. Eu queria liberdade, queria a sensação plena da coragem até a mais extrema.

Por esses insanos e maravilhosos motivos, decidi fazer Sky Jump em Las Vegas, o pulo mais alto de um edifício nos Estados Unidos - talvez até do mundo! Se eu pulasse, vocês todos que me leem, estariam prontamente habilitados a tomar qualquer atitude, a alcançar qualquer meta que fosse na vida.

E eu pulei.


Hoje, num dos pulos da vida, descobri que podemos pular alto, pular em dupla - é um pulo mais forte. Podemos ousar e confiar sempre no nosso instinto, na nossa infinita coragem de viver.


Muito mais ainda. Podemos pular em pequenos saltos até nosso objetivo final.
Podemos conquistar a cada salto uma nova etapa da vida.


Querido leitor, eu posso e você pode tudo.
Comece o seu dia amanhã podendo.

Encha-se de coragem e vá.

Em breve estaremos juntos novamente.

Beijos saltitantes

MAIS RECENTES

ASSINE POR EMAIL

Copyright © 50 COISAS ANTES DOS 50 - VERA LORENZO

Todos os Direitos Reservados