7 de abril de 2013

Nossos sonhos

Eu tenho os meus sonhos, você tem os seus, vocês tem os vossos e eles provavelmente também.
Um, dois sonhos, muitos sonhos talvez. Quem saberá dizer?


Lindo mesmo é que eu acredito nos meus sonhos e encho a boca para dizer e enumerar cada um deles - agora que os conheço de verdade. Sonhos de criança, sonhos de adolescente, de fase adulta, de todas as idades, todos os tipos, todos os jeitos. Sonhos para dar e vender.

Minha pergunta para vocês é: conhecemos todos nossos sonhos? Temos disponibilidade na vida para sonhar ou somos "vividos" pelo dia a dia? Será que nos permitimos desenhar desejos e vontades?


Eu não vou me alongar até porque quero deixar espaço para você desenhar no papel, escrever e pensar nos seus sonhos. É sempre bom sonhar mesmo para quem sonha acordado ou para aqueles que dormem demais.

Sonhar liberta de tal forma que você vai vivenciar sensações que nunca imaginou antes. Sonhar permite. Sonhar desinibe. Sonhar dá asas.


Experimente. O que eu chamei de 50 coisas a se fazer antes dos 50 você pode chamar de sonhos e anotar os seus. Alguma coisa deixou de realizar ou considerou sempre além de suas limitações?  Podemos reavaliar essas questões?

Nada é impossível até que você prove o contrário.
Nada mesmo. Eu sou prova viva de que acreditar abre o canal de comunicação com a vida.
Basta criar os degraus, porque a vida é constituída de passos únicos, um de cada vez e um atrás do outro.


E como construir o sonho? Da mesma forma que se constrói a vida, no passo a passo e no compasso do seu coração. Para não destoar de tudo que você sempre quis.

Corações cheios, pulsando de emoções, mesmo que fechadinhos, quietos, precisam se soltar das amarras do que está encruado, colado, impregnado pelas obrigações, pelas artimanhas de seus destinos e sonhar.


O coração respeita as suas vontades quando você as proclama em alto e bom som.
Portanto, fale, grite e avise sobre o que você quer. Seu coração e o universo ouvirão e farão um giro em sua direção.

Delícias apimentadas de uma caminhada sem fronteiras. Essa caminhada só precisa de seu voto de confiança. Da sua paixão por si próprio, do alimento primordial, os seus sonhos.


Com o alimento, as portas se abrem, as asas se soltam, tudo se torna possível.
Ao seu alcance, basta esticar as mãos.

Enquanto houver sol, como diria os Titãs, há de haver esperança.
E, cá entre nós, o sol sempre brilhará para você. Basta você enxergar.


Enquanto houver sol (Titãs)

Meus sonhos agora passam fazer parte da minha realidade.
E crio e desenho novos sonhos. E você, já desenhou?

Beijos acarinhados,

MAIS RECENTES

ASSINE POR EMAIL

Copyright © 50 COISAS ANTES DOS 50 - VERA LORENZO

Todos os Direitos Reservados