3 de julho de 2013

Passei!!!!

Aqui no quarto uma gritaria louca de universitários. A única palavra que se ouve engasgada é "Passeiiiii" com i longo para deixar passar o nervosismo. O i demora tanto a finalizar a frase que se gruda às minhas ideias. É uma frase, contudo, emocionada, pesada, tremida. Ouço de longe o som e o pé bater no chão do apartamento. Isso é passar com P maiúsculo.



De repente outro grito de Passeiiiiiiiiiiiiiiiiii...... e acordo dos meus pensamentos. Eu passei por tanta coisa, passei por tantos desafios, acho que me faltava gritar em alto e bom som. Será que haviam me escutado?

Gente, passei de ano, ano a ano de estudo, sem parar, sem nunca ficar parada sem passar. Anos a fio de escola, outra escola, universidade. Anos de vida. Sempre passando. E parando para olhar, refletindo, a gente pára para ver o que nos cerca?

Fotógrafos habilidosos param. Exercitam a sabedoria do momento. A plenitude do olhar e dos reconhecimentos. Os reflexos do olho e o resultado do botão. Flash! Luz!

Quando passamos, tudo fica para trás. Continua com a ideia de que é bom passar? Ou seria melhor....ficar? Não sei se adotaria a palavra passar. É tão passageira e volátil. Que tal conseguir?
Eu consegui! Consegui, consegui! (fundo musical os gritos uivantes de comemoração).


Consegui ou passei?  Passei mal. Passei o dia na casa de papai. Passei esmalte na unha. Passei dos 40. Passei para te deixar um beijo. Passei ferro ontem. Passei queijo cottage no pão - versão light. Passei por poucas e boas. Passei por ele. Mamãe passou açúcar em mim. Passei batom vermelho. Passei do ponto.

São tantos passeis que me sinto passada como um bife torrado além da conta.
Por isso que o ato de êxito para mim é: CONSEGUI!


Não me leve muito a sério se não puder. Quem tiver condições, acredite: falo seríssimo. Passar não fica, não é relembrado. Quando você consegue, sim, você renova as imagens, como numa reprise de novela.

Provavelmente você nunca pensou a respeito e talvez eu também não. Sempre há tempo para tudo. A reflexão neurolinguística é interessante por si só. Palavras bem usadas podem transformar mundos em vastos mundos. Mal usadas quebram a força dos significados.

Importante (re)significar nossas orações coordenadas. Não subordinar a palavras comuns e dar a elas o peso estimado e necessário. Ousar para o sucesso, algo semelhante a "Passei" e que fique gravado para sempre.

Não passar a chave do sucesso. Conseguir a chave do sucesso. Sem mais mais.


Passe bem, pense em mim. Aprove-se. Consiga tudo o que quer, inclusive ter sucesso na universidade. E pode gritar, eu grito junto. Sucesso comemorado em grupo é sempre mais sucesso.


Enquanto nos próximos dias eu estiver no estaleiro, abrirei espaço para textos de amigos e fotos. Espaço para propagandas, destaques e gente que tem o que falar.


Volto em breve, é apenas uma pausa para ficar cada vez melhor.  Lembre-se: faça da felicidade um hábito.

Beijos carinhosos.

MAIS RECENTES

ASSINE POR EMAIL

Copyright © 50 COISAS ANTES DOS 50 - VERA LORENZO

Todos os Direitos Reservados