25 de julho de 2014

Afinidades

Hora de férias e de retomar à palavra.

O trabalho nos chega por vezes avassalador ao nosso dia e consome nossas ideias e nossos momentos inclusive os momentos de reflexão. E, para escrever, preciso de meus momentos quietos e pulsantes. Como agora.


Entro em silêncio profundo dentro de mim. Começo as férias e a viagem para o interior da alma. Como para todas as pessoas, existem as perguntas e eu procuro as respostas.

Alguém pode me explicar a afinidade entre as pessoas, tão fina, tão forte, tão sutil que reúne pessoas em uma mesma onda vibratória?

Desassossegada, fui procurar no dicionário:
É uma sintonia de conjunções da mente, do instinto e do sentimento que estabelece vínculos entre seres, e elementos da natureza. Sua origem latina Affins, parente, visinho, análogo, semelhante, vinculado. No mundo atômico ligação entre forças. Uma lei que existe em todo o Universo denominada Lei de Afinidade
Vínculos entre seres humanos que compartilham de aspirações, pensamentos e sentimentos.

Ah, então existe a Lei da Afinidade. Um vínculo sem explicações e métodos. Uma lei da atração que liga forças no cosmos.


Uma inexplicabilidade explicável. Uma conjunção de gente e almas. Sem determinar consequências temporais. Só a existência e ponto.

Façamos das afinidades encontradas no caminho momentos de celebração. No universo, ínfimas ligações se realizam como no reunir de estrelas e sonhos. O momento é mágico quando descobrimos a afinidade, a verdadeira afinidade.

Sejamos carinhosos quando a afinidade acontece. Plantinha a ser regada.
Hoje o mundo está tão louco, os dias tão corridos, aceleração contínua e a dificuldade de desacelerar que, quando nos deparamos com seres afins, precisamos puxar o freio, ouvir a voz do coração e parar.


Porque sejamos francos: o mundo para cada um de nós é finito. Se não aproveitarmos e criarmos momentos especiais, a vida passa e, mais adiante, a vida acaba. Não há à venda passaporte para a eternidade.

O blog, as 50 coisas me deram uma oportunidade de ouro de descobrir novas ligações, novos afetos, renovar laços de amizade, recriar minha vida.

Sou rica de emoções e sentimentos. Riquíssima. E é o momento de explorar a vida e redecorar nosso coração com flores e esquentá-lo de carinho.

Vou de férias, retomar o fôlego, renovar as energias vitais e volto com carga total para viver e celebrar momentos, afinidades, pessoas, sonhos.

Viver é bom demais. Agradeça vivendo bem sua vida.

Beijos e até breve,

MAIS RECENTES

ASSINE POR EMAIL

Copyright © 50 COISAS ANTES DOS 50 - VERA LORENZO

Todos os Direitos Reservados